O que saber para montar e cuidar de decks de madeira

Deck de madeira é sinônimo de beleza e sofisticação na arquitetura de qualquer propriedade. No entanto, possuir um deck em um projeto de decoração é mais do que proporcionar glamour para os ambientes da casa.

Essas estruturas de madeira, além de agregar valor às propriedades, também dão funcionalidade, como conforto térmico e aconchego para as áreas onde são instaladas.

Existem algumas particularidades em relação aos decks de madeira que o Madeirão das Américas, líder em madeiras no Rio de Janeiro, desvenda agora nesta publicação.

Tipos de deck de madeira
Deck significa convés em inglês. Os decks de madeira para casas ganharam esse nome justamente por lembrarem essas antigas estruturas dos navios e, na decoração, podem ser combinados com diversos elementos: dos mais tradicionais aos rústicos, como pedras e granitos.

Dentre os tipos de decks de madeira, os tradicionais são os mais dinâmicos e comuns.

Os decks de madeira tradicionais, por sua vez, precisam necessariamente de uma instalação profissional. Eles são compostos por réguas de madeira, peças únicas, separadas e que precisam ser montadas.

Escolha da madeira para o deck
A escolha do material do deck de madeira para a decoração do ambiente deve levar em consideração alguns fatores, como condições do ambiente e intensidade de uso. O tipo de madeira que comporá o deck é fundamental para garantir não só um melhor acabamento, mas a durabilidade do material, baseada no modo de utilização da área escolhida para a instalação do deck.

Outro ponto importante a se considerar é o tamanho das réguas que formarão o deck. Quanto maiores forem as lâminas, menos emendas serão necessárias. Isso trará uma estética mais limpa para sua composição, não importando o local onde ele ficará.

Em geral, recomenda-se que se escolham madeiras nobres para a composição dos decks. As mais indicadas são Cumaru ou Ipê.

Por fim, é essencial a escolha de um fornecedor que faça um tratamento prévio das madeiras antes de entregá-las ao consumidor. Assim, as peças se tornam mais resistentes a cupins e pragas, assim como às intempéries ou alterações climáticas, no caso de o deck de madeira ser instalado em áreas abertas.

Onde instalar decks de madeira
Engana-se aquele que pensa que decks de madeira servem só para piscinas. Existem muitas possibilidades para este elemento de decoração, uma vez que eles se tornaram multifuncionais.

Tanto áreas externas como internas da casa combinam com eles. Além das piscinas já citadas, varandas, jardins, áreas de chuveiro, salas, escritórios para home-offices e paredes para formar painéis recebem muito bem esse elemento decorativo e funcional. Tudo vai variar de acordo com a criatividade e o objetivo do dono da casa.

O importante é fazer o planejamento adequado. Não basta apenas colocá-lo sobre um piso ou sobre a grama, que ele estará pronto para uso. A área que receberá o deck de madeira deve ser preparada com cuidado.

Em geral, é preciso que o chão seja nivelado e pensado para o escoamento da água, no caso de áreas abertas ou com grama, e que haja um espaço de separação entre as ripas. Da mesma forma, esses vãos devem preferencialmente ser preenchidos com uma manta geotérmica. Isso dará espaço para ocasionais dilatações da madeira por motivos de clima, além de reduzir a chance de empenamento.